Skip to content

SUSTENTABILIDADE

PROPICIANDO O DESENVOLVIMENTO
SOCIOECONÓMICO


O desempenho da Hidroeléctrica de Cahora Bassa em termos de sustentabilidade compreende, para além da responsabilidade social corporativa, as componentes de desenvolvimento institucional, recursos humanos, segurança e saúde ocupacional, gestão ambiental e recursos hídricos.

HCB E GESTÃO AMBIENTAL SUSTENTÁVEL

A HCB está empenhada em impulsionar o desenvolvimento em Moçambique, através de uma gestão ambiental sustentável, em todas as suas operações. Isto é conseguido através das melhores práticas baseadas nos seguintes princípios:

CONFORMIDADE

Cumprir com as exigências legais e regulamentos ambientais aplicáveis

EDUCAÇÃO

Educação ambiental e formação para todos os funcionários, centrada em tecnologias mais limpas

INICIATIVAS

Focos em iniciativas de melhoria contínua, de modo a aumentar o desempenho ambiental

REPORTE

Relatórios precisos e abrangentes sobre todas as atividades e dados ambientais

RISCOS

Avaliações proactivas de riscos e planos de mitigação viáveis e prioritários

POLÍTICA AMBIENTAL

A abordagem da HCB na gestão ambiental foi integrada no documento do Sistema de Gestão Ambiental da empresa, estabelecido e aprovado pelo Conselho de Administração em 2008. "A política orienta todas as operações ambientais, em todas os sectores de negócios, com o objetivo de integrar iniciativas em todos os níveis organizacionais."

Veja ou faça o download da Politica de Meio Ambiente

MONITORIZAÇÃO AMBIENTAL

A localização da Albufeira de Cahora Bassa, a jusante de grandes aglomerados populacionais na Zâmbia e no Zimbabwe e de zonas onde a pressão demográfica, agrícola e industrial é intensa, justifica que sejam considerados cuidados especiais de monitoria, apropriados para o controlo da qualidade da água que serve de habitat aos ecossistemas gerados após o enchimento e que é devolvida aos sistemas aquáticos a jusante e também à preservação das infra-estruturais de retenção e de produção energética. A monitoria ambiental da Albufeira segue assim os princípios estabelecidos nas Normas de Exploração de Barragens (NEB) e tem em conta as recomendações da ICOLD (International Commission on Large Dams), das agências especializadas da ONU e dos protocolos existentes a nível da SADC (Southern Africa Development Community).

O plano de monitoria da Albufeira de Cahora Bassa centra-se na estratégia de avaliar as condições ambientais e ecológicas da Albufeira e contribuir para a sua gestão de forma a enquadrar e controlar os problemas ambientais, relacionados com a poluição das águas e a sedimentação em toda a extensão da Albufeira (Songo - Zumbo) anualmente.

Objectivos destacáveis:

  • Determinar a qualidade de água e a sua tendência;
  • Diagnosticar descargas de poluentes;
  • Acompanhar a evolução do desempenho dos ecossistemas; 
  • Difundir alertas com a devida antecedência em caso de necessidade;
  • Avaliar a evolução de sedimentos do fundo da Albufeira.

ISTO COMPREENDE :

ENV1_optimized

DIAGNÓSTICO

Diagnóstico de
descargas poluentes

ENV2_optimized

MONITORIZAÇÃO

Monitorização da evolução do
desempenho do ecossistema

ENV3_optimized

AVALIAÇÃO

Avaliação dos
sedimentos

SAÚDE E SEGURANÇA

A HCB foca-se na melhoria contínua através da identificação de perigos, avaliação permanente e mitigação de riscos, de acordo com as melhores práticas e regulamentos internacionais. A organização procura impulsionar uma cultura positiva de saúde e segurança no seio dos seus colaboradores, contratadas e visitantes, caracterizados pela prevenção e autoproteção em todas etapas em que esteja envolvida.

Saúde e Segurança

Veja ou faça o download da política de segurança

Veja ou faça o download da política de qualidade

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA


Para além do facto de as comunidades serem um parceiro estratégico importante nas áreas onde a Hidroeléctrica de Cahora Bassa opera e está inserida, o impacto das suas operações sobre as comunidades adjacentes às infraestruturas da empresa e a qualidade de vida daquelas comunidades constituem uma preocupação permanente para a empresa. É com este ensejo que, priorizamos o investimento em iniciativas socialmente responsáveis que promovam a protecção do meio ambiente, a implantação de infraestruturas sociais básicas, com enfoque para áreas de educação, saúde, água e saneamento, bem assim, a preservação e promoção das tradições e manifestações culturais, através de apoios aos eventos socio-culturais e desportivos.

A HCB está igualmente comprometida com as acções Humanitárias de Emergência para mitigação de desastres, considerando o facto de o País encontrar-se localizado numa área vulnerável a eventos naturais extremos.

A HCB TEM 6 PILARES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA


ed_opti
health
water
culture
sports_optimized
emergency

EDUCAÇÃO

Melhorar a qualidade das infraestruturas educativas; criando ambientes propícios para o crescimento e aprendizagem eficazes do aluno.

Província de Tete (distrito de Doa) – Escola Primária de Doa
Construção de uma escola primária: salas de aula, bloco administrativo, residência para professores, mini-sistema de abastecimento de água, sistema fotovoltaico para fornecer electricidade, fornecimento de equipamentos e mobília.

Província de Tete (distrito de Cahora Bassa) - Escola Secundária do Songo
Renovação de: 12 salas de aula, ginásio, bloco administrativo, cantina, vedação periférica, sanitários e locais de recreio.

SAÚDE

Melhorar o acesso público aos serviços básicos de saúde.

Província de Tete (distrito de Cahora Bassa) - Hospital Rural de Songo
Doação de mobília, construção de um bloco operacional, manutenção das infraestruturas e suporte à gestão de resíduos.

ÁGUA E SANEAMENTO

Melhorar o acesso público/comunitário à água potável e ao saneamento.

CULTURA:

Apoio e promoção das indústrias criativas: arte, literatura, música, dança e património nacional.

Apoio a:
• 4ª edição do Festival do Songo
• Festival Nacional de Cultura
• Ngoma Mozambique
• Biblioteca do Conselho Constitucional
• Feira do livro do Songo

DESPORTO:

Promoção de um estilo de vida activo e saudável

União Desportiva do Songo
Patrocínio exclusivo

Clube dos Desportos Chingale de Tete
Apoio monetário anual

Grupo Desportivo e Recreativo da Textáfrica de Chimoio
Fornecimento do equipamento desportivo

AJUDA DE EMERGÊNCIA

Reforçar os esforços e fortalecer a resiliência contra eventos climáticos extremos (inundações, secas, ciclones, terramotos, tsunamis, etc.).

Instituto Nacional de Gestão de Calamidades
Apoio às vítimas das cheias nas Províncias de Nampula, Cabo Delgado e Niassa.

Província de Tete (distrito de Cahora Bassa) - Escola Primária de Maroeira
Doação de material de construção para reparos.